Notícias

quinta-feira, 20 março 2014 18:27

Encontro debate “O Sector Automóvel Europeu vs Emprego e Direitos”

Esta sexta-feira, às 10 horas no Hotel Mundial, realiza-se um Encontro sobre “O Sector Automóvel Europeu vs Emprego e Direitos”, promovido pela Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Verde Nórdica (GUE/NGL), com a presença de membros de sindicatos e comissões de trabalhadores das empresas Volkswagen Autoeuropa, CHST VW Autoeuropa, Faurecia, Acciona, CHST Autovision, Webasto, PPG, UFO, Continental Marbor, Vanpro, DSV, CACIA - Renault, FCC - logística, Palmetal, Schnelleke. Ler mais.
terça-feira, 18 março 2014 16:16

ADSE: Vamos debater a questão

Imagine-se o que seria o SNS ter de suportar os cuidados de saúde de mais de um milhão e trezentos mil portugueses. Artigo de Nuno Alves.

terça-feira, 18 março 2014 16:15

Contratos Emprego-Inserção: o voluntariado forçado de mais de 100 mil pessoas

São já mais de 100 mil as pessoas que trabalham no Estado e em IPSS sem salário ou direitos laborais. São pessoas sujeitas a uma das mais agressivas formas de exploração laboral, o “trabalho socialmente útil” materializado nos contratos de emprego inserção (CEI). Até quando vai esta realidade continuar silenciada? Artigo de Cristina Andrade.

quarta-feira, 05 março 2014 15:29

Privatizar a Valorsul é entregar o "ouro ao bandido"

Os trabalhadores reunidos em plenário geral no dia 27 de Fevereiro decidiram avançar para a greve entre as 00,00h do dia 17 e as 24,00 de 20 de Março. É uma decisão corajosa e decidida de forma muito participada com a realização prévia de plenários nas diversas unidades da empresa e auscultação das equipas que à partida garantem um bom arranque da greve, meio caminho para o seu êxito. Artigo de Francisco Alves e Luís Costa.

quarta-feira, 05 março 2014 15:24

“As Árvores morrem de pé!”: Na destruição dos ENVC

O Governo decidiu encerrar os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) de despedir «por mútuo acordo» todo o pessoal - só 11 trabalhadores, entre os quais, 2 da CT, resistiram até ao fim, sendo despedidos coletivamente - e subconcessionar os Estaleiros à MARTIFER onde pontua a Mota-Engil. Artigo de José Casimiro.

quarta-feira, 05 março 2014 15:21

Troika e Governo insistem em despedimentos individuais-flexi

Enquanto que Bruxelas vai avisando que a austeridade e os cortes são para continuar, mesmo depois de Maio do “pós-troika”, para cumprirem o défice imposto para 2014, têm de cortar mais de 4,1 mil milhões € e já vão avisando que é necessário mais de 2 mil milhões de € para se cumprir o défice de 2,5% em 2015. Artigo de José Casimiro.

Pág. 4 de 20

adere

Vídeos

Tempo de Antena: A importância das escolas na resposta à crise

Pão e Cravos

Pao Cravos WebA Instagram

Legislativas: materiais de campanha

Web Catarina 2019

XI Convenção do Bloco de Esquerda

resolucoes

 

videos bloco

 

tempos antena

Esquerda Europeia

Ler manifesto em inglês ou francês